Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Gilberto de Syllos – Musico para Eventos Corporativos

Músico para Eventos Corporativos
Foco: Musica para Eventos

Palestra musical: Compondo uma Equipe Afinada

bb_1  bb_4

Formação:
A família de Gilberto de Syllos sempre gostou de ouvir música. Ele e seus irmãos estudaram violão e, na casa de seu avô, todos os filhos estudaram acordeom e piano. Sua tia Dirce chegou a se formar em música na PUC de Campinas e ministrava aulas particulares de piano.  Desde muito cedo, Gilberto frequentou bailes carnavalescos levado por seus pais, vindo daí uma de suas grandes paixões, as marchinhas de carnaval.

Bacharel em Música pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), completou em 2013, 25 anos de carreira profissional como contrabaixista e professor de música.

Iniciou seus estudos musicais a partir do violão e tornou-se baixista aos 17 anos. Estudou no CLAM (Zimbo Trio), com Cláudio Bertrami (Medusa), Paulo Pugliesi, Jorge Oscar (Unicamp) e no Conservatório Musical de Tatuí.

Desde 2002 é professor da Faculdade Berklee Souza Lima, em São Paulo.

Lançou em 2008 o CD “Tap Bass”, resultado do trabalho de pesquisa da interação entre o baixo, o sapateado, a percussão corporal e elementos da cultura brasileira, ao lado da sapateadora Christiane Matallo, realizando turnês e workshops nos EUA entre 2005 e 2007. Durante uma apresentação na Broadway em 2006 foi elogiado pela critica do Jornal The New York Time.

CHRISTIANE_009Dos músicos com quem conviveu e convive, Gilberto destaca a importância  aos  pianistas Marcelo Onofri e Mário Feres e a saxofonista e sapateadora Christiane Matallo. 

 

Integrou importantes grupos de música instrumental , além de ter se apresentado ao lado de artistas como Hermeto Paschoal, Roberto Menescal, Paulo Jobim, Mario Feres, Vania Lucas, Lupa Santiago, Carlos Ezequiel, Guilherme Ribeiro, Pedro de Alcântara, Alexis Bittencourt, Bloody Mary e os Caipirinhas, entre outros

É autor dos livros “Técnicas para baixo elétrico na música brasileira” (Advance Music, 2008) e “Baião + ritmos nordestinos”, do livro “Bateria e Contrabaixo na Música Popular Brasileira” (Editora Lumiar).
Em 2013 se tornou colunista da revista Bass Player, escrevendo artigos para baixo acústico e upright, abordando como tema a música popular brasileira.
Em 1997, lançou o CD Tocando Baixo, trabalho que foi selecionado para o prêmio Sharp daquele ano.
Atuou como baixista e violonista em musicais apresentados em São Paulo, como “Suburbano Coração”, de Chico Buarque e Naum Alves de Souza (2003) e “Cole Porter… Ele Nunca Disse Que Me Amava”, de Cláudio Botelho e Charles Möller (2004).
Foi o compositor da trilha sonora do filme “Noir”, de Diego Ruiz de Aquino e Helton Ladeira (Paprika Filmes/2007), em parceria com Marcelo Onofri.

Programa Jô Soares 11:30, apresentando Gilberto de Syllos ao lado do Quinteto, interpretando “O Morro não tem vez” e “Gorducho’s Blues”, composta especialmente para o programa.

Hot Jazz Club: Gilberto de Syllos, Ernani Texeira, Marcelo Modesto